Planeta Atlântida 2014 | Guia Floripa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Planeta Atlântida 2014

Dois dias no maior festival do sul do país.

Apesar de sempre ter morado em Santa Catarina, nunca havia ido ao Planeta Atlântida ainda. Ou seja, tudo que eu visse nos dias 17 e 18 de janeiro seria novidade para mim. O local do festival era grande e os palcos bem distribuídos, com serviço de alimentação e alguns brinquedos entre eles. O line-up tinha várias atrações nacionais e internacionais, mas estava com menos artistas comparado há algumas edições. Planeta Atlântida 2014 - Armandinho

1º Dia O gaúcho Armandinho abriu o festival. Uma boa escolha, já que o cantor é radicado em Florianópolis e bastante conhecido pelo público. Sou a favor da opção por artistas da região para a abertura do Planeta. Outra alternativa para isso seria a banda Dazaranha, que já abriu o festival em outras oportunidades. A primeira música do show foi A Ilha, que sucedeu outras composições conhecidas do cantor, como Eu Juro, Ursinho de Dormir, Desenho de Deus e Outra Noite que se Vai. O encerramento foi com Semente, música da época em que o artista ainda integrava a gravadora Universal Music. Ao fim da apresentação, o cantor se jogou no público e fez a alegria dos fãs, que gritaram o nome de Armandinho antes dele sair do palco. A banda Jota Quest deu sequência à maratona. O show do grupo mineiro foi o mais temático do festival, com luzes coloridas nas laterais do palco e uma vibe disco anos 80, estilo que a banda adotou em seu último disco, o Funky Funky Boom Boom. Foram tocadas três músicas do novo trabalho da banda, incluindo Mandou Bem, que abriu o show. Vários sucessos fizeram parte do setlist, como Na Moral, Só Hoje, Além do Horizonte e Tempos Modernos, regravação que foi tema da temporada 2012 da novela Malhação e muito tocada nas rádios. A penúltima música do show foi Wating for You, que será o próximo single da banda. O vocalista Rogério Flausino pediu para o público cantar o refrão várias vezes, e a música ficou na cabeça por muito tempo. Para fechar, a canção Do Seu Lado animou o público e encerrou bem a apresentação.

Planeta Atlântida 2014 - O Rappa

O Rappa foi a próxima banda a se apresentar. Um dos shows que eu mais aguardava, mas que, para muitos, não combinou com o estilo do festival, até por estar entre Jota Quest e Ivete Sangalo, artistas que fazem shows extremamente animados. Lado B Lado A abriu a apresentação, que foi deixou os grandes hits do grupo, como My Brother, Súplica Cearense e Me Deixa, para o fim. O vocalista Falcão também fez um rápido discurso em forma de homenagem a Chorão e Champignon, da banda Charlie Brown Jr, que morreram no ano passado. O hit Anjos, uma das músicas de rock mais tocadas nas rádios em 2013, encerrou o show. Senti falta de músicas como Minha Alma e Pescador de Ilusões, grandes sucessos do grupo, mas que não foram tocadas no show. O bloco de Ivete Sangalo veio a seguir. Confesso que não esperava muito do show e me surpreendi. Com muita energia e animação, a cantora baiana fez todos pularem em ritmo de carnaval. O atual single de Ivete, Tempo de Alegria, abriu o show. Ao contrário d’O Rappa, a cantora baiana colocou seus sucessos logo no início da apresentação, cantando Acelera Aê, Festa e Sorte Grande (Poeira). Ivete também fez uma homenagem a Reginaldo Rossi, cantando a música Garçom, e afirmando que já foi traída e que um dia todos também serão. Algo que chamou a atenção na apresentação foi a perfeita sintonia entre as coreografias e a banda. Além disso, é impressionante a energia e felicidade de Ivete Sangalo, que corria pelo palco, participava das coreografias enquanto cantava e animava o público. E tudo isso sem tomar um gole de água durante uma hora e meia de apresentação, que foi encerrada com a música Isto Aqui, O que É, de Caetano Veloso.

Planeta Atlântida 2014 - Donavan Frankenreiter

A atração internacional do dia foi Donavon Frankenreiter. Tocando surf music, fez um show leve. No entanto, após o show energético da Ivete, e com grande parte do público já cansado, Donavan acabou perdendo grande parte da plateia, já que boa parte dos espectadores saiu do palco principal. O destaque ficou por conta da última música, It Don’t Matter, quando o cantor californiano chamou dois fãs para cantarem com ele no palco. Quando terminou o show, Donavan deu seu casaco para um fã e o chapéu para outro. Para fechar a noite, o grupo eletrônico Ask2Quit subiu ao palco do Planeta. Assim que o show começou, eu estava na roda-gigante do local, e vi uma grande quantidade de pessoas que estavam no e-planet e em outros locais voltarem para o palco principal, que voltou a encher. O grupo, formado pelos DJs Marcelo CIC, Leo Janeiro e Vagalume, tocou diversos hits, como Wake Me Up, Play Hard e Animals. 2º Dia

Planeta Atlântida 2014 - Gabriel, O Pensador

Cheguei atrasado e perdi o show da boyband P9, que foi a primeira atração a se apresentar. No entanto, eu vi a apresentação de Gabriel o Pensador, que veio a seguir. Eu tinha curiosidade de assistir o show do cantor, pois conhecia o seu trabalho há muito tempo. E a recepção do público foi melhor que eu esperava, com animação e muitas pessoas conhecendo as músicas do rapper, que não aparece mais muito na mídia. Lá para o fim do show, após a música Surfista Solitário, Gabriel emendou sua sequência de sucessos: Retrato de um Playboy, 2345meia78 e Astronauta. Fechou com Até Quando, seu grande hit e uma das melhores composições nacionais desde que eu comecei a ouvir música.

Planeta Atlântida 2014 - Cone Crew Diretoria

Em seguida subiu ao palco a Cone Crew Diretoria, grupo de rap bastante popular entre os adolescentes. Em 25 minutos de apresentação, o grupo cantou os seus maiores sucessos, como Chefe de Quadrilha, Pronto para Tomar o Poder, Religião do Foda-se, Rainha da Pista e Chama os Mulekes. Após a terceira música, o rapper Rany Money puxou um coro do público e falou mal de músicos populares, como Michel Teló, Luan Santana e Restart. Depois, em meio a rimas e improviso, ele explicou que não queria ofender a pessoa ou a família dos músicos, e sim a imagem deles.

Planeta Atlântida 2014 - Raimundos

Após isso, a banda Raimundos entrou no palco. A falta de Rodolfo, vocalista do grupo até 2001, é grande, mas o Raimundos provou que ainda é uma banda muito boa em shows. A música Mulher de Fases abriu o set e fez todo o público cantar e pular. Na música a seguir, O Pão da Minha Prima, o vocalista Digão pediu que abrissem uma roda punk. Em meio à riffs pesados de guitarra, uma pequena roda punk foi aberta no camarote, num espaço próximo ao palco, e cerca de 20 pessoas - entre elas eu - participaram da brincadeira. As músicas Palhas de Coqueiro, Aquela e Esporrei na Manivela deram sequência ao show, que foi encerrado com a divertidíssima Me Lambe. Após isso, Digão convidou o grupo Cone Crew para retornar ao palco. Juntos, fizeram uma homenagem a banda Charlie Brown Jr tocando o sucesso Zóio de Lua. A apresentação seguiu com a música Eu Quero Ver o Oco, do Raimundos, e foi encerrada com Killing in the Name, da banda Rage Against the Machine. Um show que fez o planeta tremer. O festival seguiu com Lulu Santos, que entrou tocando o sucesso Toda Forma de Amor, seguindo com Quando um Certo Alguém e O Último Romântico. O cantor também cantou seu novo single, Sócio do Amor, apresentado pela primeira vez na final do The Voice. Mais hits vieram a seguir, como Apenas Mais uma de Amor, Sábado a Noite e Como uma Onda, cantada em coro pelo público. O encerramento foi com a música Tempos Modernos.

Planeta Atlântida 2014 - Galera

O grupo Só Pra Contrariar subiu ao palco para a sua primeira apresentação no planeta. O show era semelhante ao DVD especial de 25 anos do grupo, lançado no ano passado. A abertura foi com a música O Samba Não Tem Fronteiras, e antecedeu o sucesso Que se Chama Amor. No meio da apresentação, o SPC fez uma homenagem pagode dos anos 90, tocando músicas do Katinguelê e Molejo. Para fechar, os dois maiores sucessos do grupo: Depois do Prazer e Essa tal Liberdade, que levou muitos fãs ao delírio. Para muitos, o show do rapper americano Flo Rida era o mais esperado do Planeta Atlântida. Ele decepcionou ao usar playback em grande parte das músicas, mas fez um show muito animado, levantando o público que estava no Sapiens Park. A abertura com Right Round, um dos grandes sucessos do cantor. Em seguida vieram outros, como Club Can’t Handle Me, Low, Whistle e I Cry. Em Wild Ones, ele se enrolou numa bandeira do Brasil e gritou ‘I Love you Florianópolis’. Para encerrar sua participação, Flo Rida cantou a música Good Feeling, um dos maiores hits do mundo em 2012 e que foi cantado em coro pelo público. Para encerrar o festival, o DJ alemão Keemo tocou um setlist para animar quem ainda estava na pista principal. Em quase uma hora de apresentação, o DJ tocou músicas autorais e de outros DJs, como no caso da música Hey Brother.

Além dos shows...

Planeta Atlântida 2014 - Brinquedos

Claro que os 13 shows eram o maior atrativo do festival. Porém, haviam áreas interessantes além do palco principal. Um exemplo é o parque de diversões instalado no local, disponível de forma gratuita e com patrocinadores. O primeiro, e mais radical, é o Extreme, um pêndulo que dá giros de 360º e garante a diversão do público. O segundo é um tobogã com 12 metros de altura, mas bastante lento. Na descida, o participante sempre acaba parando por falta de velocidade, o que tira a emoção do brinquedo. A tradicional roda gigante é o último brinquedo. Com uma boa altura, é possível ter a visão de todo o parque.

Planeta Atlântida 2014 - Palco

Gabriel Lima gabrielduwe@gmail.com Fotos: Mário Costa e Gabriel Lima


PUBLICIDADE

Veja também

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE