Morar perto do mar melhora a saúde mental | Guia Floripa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Morar perto do mar melhora a saúde mental

Você sabia que morar perto do mar melhora a saúde mental das pessoas? Foi isso que um estudo do Reino Unido feito com mais de 26 mil pessoas comprovou. Portanto, para quem sofre de problemas mentais, mudar para o litoral pode ser uma ótima forma de lidar com essas questões e conseguir uma situação mais confortável e com menos dores ou problemas que possam diminuir sua qualidade de vida.

Isso é importante pois o Brasil é um dos países com o maior número de pessoas com transtornos mentais. Cerca de 86% de todos os brasileiros têm algum tipo de problema dessa natureza, e, ainda, nós somos a sociedade com o maior número de ansiosos do mundo inteiro. Ironicamente, temos um dos maiores litorais do planeta, com praias lindíssimas e um mar maravilhoso e calmo.

Portanto, se você quer se livrar desses males, talvez a solução esteja em imóveis de luxo em Florianópolis ou em qualquer outra cidade litorânea. Quer saber por quê? Então siga a leitura abaixo!

O que diz o estudo em questão?

O estudo que mostrou que morar perto do mar melhora a saúde mental das pessoas teve 26 mil participantes e foi organizado pela Universidade de Exeter - uma das mais antigas do Reino Unido. Para montar a pesquisa, foi necessário entrevistar  todas essas pessoas, além de coletar dados sobre suas vidas e saúde física e mental, para que se pudesse comparar os efeitos da vida à beira-mar.

De acordo com as descobertas do estudo, pessoas que moram a menos de 1 quilômetro do mar têm uma saúde mental melhor do que as pessoas que moram a 50 quilômetros do litoral, por exemplo. Um detalhe curioso é que o efeito é ainda mais positivo nas pessoas de baixa renda. As pessoas mais pobres sentem muito mais os benefícios de morar no litoral do que aquelas com maior poder aquisitivo. Existem, claro, vários elementos que podem explicar isso. Por exemplo, a vida nas grandes cidades (que não são litorâneas) costuma ser mais estressante para os menos favorecidos. Já para os considerados ricos, ela é mais tranquila tanto nos grandes centros urbanos quanto no litoral. Por essa razão, o efeito positivo em morar no litoral pode ser menos percebido para essa classe social.

Por que morar perto do mar melhora a saúde mental das pessoas?

É difícil precisar adequadamente qual é o fator que faz com que a presença do mar melhore a vida das pessoas. O que pode ser especulado é que se trata de um conjunto de elementos que, geralmente, resulta em mais benefícios.

Em primeiro lugar, é fato que as cidades do litoral são menos intensas do que cidades do interior. Isso porque as grandes capitais não são litorâneas. Mesmo que sejam, não costumam ser próximas à praia, com algumas notáveis exceções. Logo, a vida por lá é mais agitada.

Em segundo lugar, as cidades litorâneas contam com menos gente do que as cidades de interior ou grandes capitais. Na prática, isso faz com que a densidade demográfica seja maior, traduzindo-se em mais filas (em todos os sentidos) e outros problemas que pioram nossa saúde mental.

Além disso, a vida no litoral significa estar mais perto da natureza. Além do mar, podemos ver trilhas, a mata, areia, dunas… enfim, vários tipos de elementos naturais que não são encontrados nas grandes cidades. Esse cenário faz com que o ar seja mais puro e o corpo reaja de uma forma satisfatória. Tudo isso reduz bastante os efeitos da ansiedade ou do estresse no nosso organismo.

Para completar, vale mencionar que a vida no litoral tende a ser fisicamente mais saudável. Isso acaba se traduzindo na saúde mental também, afinal, elas estão interligadas.

Viver no litoral significa ir com mais frequência para a praia. Dentre as atividades saudáveis, pode-se nadar, jogar futebol, correr ou fazer outros tipos de exercícios. Além disso, come-se melhor na praia, já que a alimentação baseada em peixes é mais saudável do que uma alimentação com carnes suínas ou bovinas. Especialmente quando lembramos que alguns peixes como atum ou salmão são riquíssimos em Ômega-3 - um tipo de gordura que faz muito bem para o cérebro.

Além do que, a vida no litoral tende a ser socialmente mais integrada. Enquanto as pessoas nos grandes centros urbanos se fecham em apartamentos pequenos, sem muito contato com seus vizinhos, no litoral a vida é amplamente compartilhada, já que as pessoas saem mais e conversam mais. Até porque o índice de violência é menor e, claro, isso também diminui a ansiedade.

Agora que você está ciente de que morar perto do mar melhora a saúde mental das pessoas, é hora de tomar a decisão se vale ou não a pena se mudar para uma cidade litorânea. Caso você não tenha que se preocupar com emprego, poderá se mudar sem problemas. No entanto, se essa for uma necessidade sua, então deve aproveitar e escolher uma cidade no litoral com economia pujante, como Florianópolis, Balneário Camboriú ou Vitória.


PUBLICIDADE

Veja também

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE