Como agir quando há problemas com seu voo? | Guia Floripa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Como agir quando há problemas com seu voo?

Imagem de Jan Vašek por Pixabay

Planejar uma viagem pode ser bastante estressante, já que há muitos detalhes por decidir, especialmente se for uma viagem de férias e envolver mais pessoas. Acertar as datas, hospedagem, formas de pagamento, o que fazer, quais voos ou transporte está disponível. E algo que com certeza não ajuda é comprar a passagem para um voo específico e ter algum problema aparecendo. Especialmente se for na véspera ou na hora da viagem.

Como agir quando há problemas com seu voo? É importante saber que há normas e resoluções (é possível fazer uma reclamação na anac) que protegem o passageiro nesses casos e podem ser usadas para resolver seu problema. 

Problemas na compra

Quando há um problema na compra a resolução é menos urgente do que um problema no momento do voo, já que há tempo para solucionar qualquer questão. Sempre compre a passagem em sites confiáveis de viagem ou então pela própria companhia aérea. Uma boa dica nesse momento da compra é confirmar, se a aquisição é feita em um site de terceiros, se o voo realmente existe pela plataforma da companhia aérea.

Após a compra, é possível fazer mais uma confirmação. A maioria das companhias aéreas permitem ver o status de uma reserva e de um voo usando um código. Em último caso, entre em contato com a companhia aérea para saber se o assento está reservado. Essas confirmações são um passo extra, antes de tudo é preciso ter 100% de certeza sobre a credibilidade da plataforma onde você está comprando. Veja a página no Reclame Aqui caso você tenha dúvidas.

Atrasos e cancelamentos

Não é incomum que voos sejam atrasados ou até cancelados pelos mais diversos motivos. Pode ser uma falha técnica da aeronave ou no aeroporto, falta de pessoal e até razões econômicas. Entretanto é necessário que o passageiro seja informado e esteja ciente desses problemas, até porque essa mudança pode trazer prejuízos, seja uma reunião de trabalho perdida, um compromisso adiado e o estresse gerado.

A resolução 400 da ANAC trata sobre as responsabilidades e prazos para esses atrasos e cancelamentos, trazendo uma série de obrigações para as companhias aéreas. A mudança tem que ser comunicada antes de 24 horas e alternativas de voos, seja da própria companhia ou de outra tem que ser apresentadas, além da possibilidade de reembolso. Leia mais sobre o assunto no blog da AirHelp e conheça seus direitos.

Ocorrência quando já está dentro do embarque

Quem voa com alguma frequência já deve ter passado minutos ou até horas intermináveis sentado em uma sala de embarque. A espera nunca é algo prazeroso, especialmente se você está sem informações e a tela da porta para entrar na aeronave só diz que o embarque está sendo realizado ou que há um atraso.

Primeiramente, é preciso ficar atento a qualquer informação, então preste atenção às comunicações sonoras feitas para descobrir se há uma razão para o processo não estar andando e também se o voo continua naquela porta de embarque, já que ele pode ter sido mudado.

Caso nada seja informado, procure um profissional da companhia aérea, que já deve estar a postos para sanar dúvidas caso alguma ocorrência tenha acontecido. Esses contratempos são comuns e lembre-se que o profissional que ali está não tem culpa, mas precisa ser solícito e responder suas perguntas.


PUBLICIDADE

Veja também



PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE