PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Não deixa o ABRIL passar em branco

ABRIL MARROM, UMA CAMPANHA PARA PREVENIR A CEGUEIRA prevenção-da-cegueira O Hospital de Olhos de Florianópolis (HOF) aderiu à campanha Abril Marrom, voltada para a prevenção da cegueira. Este ano, o foco do movimento é o glaucoma, a principal causa da perda irreversível da visão, causada por danos na comunicação entre o nervo óptico e o cérebro. De maneira gradual e imperceptível, começam a surgir "pontos cegos" que só serão percebidos depois de um dano considerável, quando todo o nervo é destruído e ocorre a cegueira. Atualmente, esse problema pode ser corrigido com segurança por meio de colírios ou cirurgia. De acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, existem mais de 1,2 milhão de cegos no país, e as causas estão intimamente relacionadas à falta de prevenção, já que a cegueira é uma doença que costuma chegar silenciosa. Visitar o oftalmologista com regularidade permite que o paciente perceba o problema no início, o que facilita o tratamento. A Organização Mundial de Saúde estima que entre 60% e 80% dos casos de cegueira são evitáveis ou tratáveis. Isso significa que quase 700 mil brasileiros que são cegos poderiam estar enxergando caso tivessem descoberto a doença a tempo. Melhorar e incrementar a prevenção, o diagnóstico, o tratamento precoce e a reabilitação da cegueira são fundamentais para mudar esse quadro no país. Além do glaucoma, a cegueira pode decorrer da degeneração macular relacionada à idade e à retinopatia diabética. A catarata, caso todas as estruturas do olho estejam preservadas, é outra doença que pode ser eliminada por meio de cirurgia, garantindo o restabelecimento total da visão. A cegueira pode ser adquirida ao longo da vida ou ainda no útero materno. Por isso a consulta a um oftalmologista deve ser rotineira e não tem idade – quanto mais cedo se criar o hábito, mais doenças relacionadas aos olhos serão evitadas. Daniele Lottermann Jornalista I48I 9909-8442

Veja também

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE