Quinta, 09/06 | Guia Floripa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Quinta, 09/06

Silvia-Lima-e-Guilherme-Cal

Via vinho - Os sócios Sílvia Lima e Guilherme Caldeira uniram ideias, além das escovas de dente, abrindo o Vie Vin no bairro Santa Mônica comemorando um ano da marca ligada ao mundo do vinho no Brasil. (Jacqueline Mendonça/Divulgação)

 

 

80’ e tal

Depois do documentário sobre o aparecimento do surf na Ilha com o título “Anos 70 e tal”, com os dromedários das ondas dando depoimentos da década do desbunde, da brefa e do rock and roll, ficou pronto uma espécie de DOC II. A continuação “Anos 80 e tal”, surge a nova geração do surf sarada e mostrando a ascensão do esporte e sua profissionalização com uma série de campeonatos mundiais colocando a Joaca e a Mole no cenário surfísitico internacional. Assim como o primeiro, a segunda parte já está rolando no Canal Off, da GNT.

 

Rixa

Um dos assuntos polêmicos do DOC dos anos 80 é a velha rixa entre os surfistas da Joaquina e da Barra da Lagoa. Para Bira Shauffer, ex-presidente da Federação Catarinense de Surf, a chegada da moda do Jiu Jitso dentro do surf acirrou essa rixa que já é passado, diga-se de passagem.

 

Falando em surf

O novo presidente da Tractebel, Eduard Sattamini, tem como hobby o surf. Nem poderia ser diferente para o engenheiro nascido na orla do Rio de Janeiro. E como bom surfista carioca sabe que sua nova casa está numa Ilha com mais de 50 praias points da prática do surf.

 

Dieta cara

Diante do desemprego e da crise chega a ser um escárnio essa concessão de um cartão corporativo para uso de dona Dilma. Só nos 5 primeiros meses de 2016 ela gastou R$280 mil em comida. E nos 18 dias após o afastamento, foram R$ 54 mil pra encher sua geladeira. Isso que ela tá de regime... Eta dietinha cara essa!

 

Chapas brancas

Folha de São Paulo estampou esta semana na capa a notícias de que a produtora cultural do Rock in Rio conseguiu via Lei Rouanet mais de R$ 8 milhões para um show privado. Depois não querem ser chamados de chapas brancas. A arte e o artistas precisam estar onde o povo está, não onde a verba está.

 

Aliás

Maioria dos produtores culturais, cineastas, músicos e artistas não conseguem viver longe da “cultbrás”. Sob o manto dos governos suas artes vão se transformando como folhas ao vento. E nos bastidores, a palavra oculta dos governantes e seus partidos.

 

Será?

Sai César, entra Pinto da Luz. O PSD vai a reboque na Ilha Capital tendo prefeito, presidente da Assembleia Legislativa e governador na mesma trilha. Mas não podem esquecer que o senador Dário Berger, que chama seu antigo secretário da Educação de “magnífico”, pode estar costurando uma conversinha ao pé do ouvido. Não duvidem se PSD e PMDB sentarem na mesma mesa antes da eleição.

 

Origem

Presidente da RIC Record, Marcello Petrelli não tem um dia que fique fora das edições do jornal do seu grupo. Tá em reportagens, tá em colunas... há quem afirme que ele é candidato. Ou pretende ser. Partido pra ele é que não falta... tem o PRB dos bispos da Universal e patrões da Record ou tem o PSD, ex-PDS da oligarquia e ex-Arena da ditadura que seu pai ajudou a fundar.

 

 


PUBLICIDADE

Veja também

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE