PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Cacupé

O Cacupé é um bairro situado na região norte da Ilha de Santa Catarina, a 13,6 km do centro da cidade, entre os bairros Saco Grande e Santo Antônio de Lisboa.

Originalmente, o Cacupé faz parte do Distrito de Santo Antônio de Lisboa. Ocupa uma área de aproximadamente 2,45 km² de extensão e abriga uma pequena população residente, de não mais que mil pessoas.

Eclético, o bairro mistura a modernidade dos grandes condomínios residenciais com as tradições dos moradores nativos, que vivem da pesca artesanal e do cultivo de ostras. Um detalhe interessante a se reparar são as fachadas das casas desses pescadores, que são voltadas para a estrada e de costas para a vista do mar.



No caminho para bairros mais movimentados, como Canasvieiras e Jurerê Internacional, o Cacupé se revela como um lugar agradável para reunir os amigos e a família em um passeio mais intimista e tranquilo, longe da agitação da cidade. É uma região ainda pouco explorada pelo turismo massivo, apesar de possuir uma das mais belas vistas do pôr-do-sol em toda a cidade.

Praia do Cacupé
Praia do Cacupé com Morro da Cruz e Avenida Beira-mar Norte ao fundo

Como se não bastasse, o Cacupé também possui restaurantes especializados nos pratos típicos da cidade e um calçadão à beira da praia, onde o visitante tem a possibilidade de se sentar sob a sombra das árvores e contemplar uma parte da porção continental de Floripa, a orla da Avenida Beira Mar Norte e a Ponte Hercílio Luz. Durante a noite, toda essa região se ilumina, tornando a paisagem um verdadeiro cartão-postal.

História

O vocábulo “cacupé” tem origem na língua indígena tupi-guarani e significa algo como “o verde por trás do morro”. E, de fato, se nos debruçarmos sobre o mapa da Ilha de Santa Catarina em busca do Cacupé, não demora a perceber que o bairro se esconde por trás de uma cadeia de morros que conserva boa parte de sua exuberante vegetação original até os dias de hoje.

Praia e Bairro do Cacupé
Natureza na Praia do Cacupé, com os prédios do bairro João Paulo ao fundo

Ainda no século XVII, um pequeno grupo de famílias luso-brasileiras vindas do povoado de São Francisco do Sul - localizado ao norte do litoral de Santa Catarina - migrou para a Ilha, dando origem a um novo povoado. No entanto, seu reconhecimento oficial só aconteceu no início do século XVIII. Foi assim que nasceu a freguesia de Santo Antônio de Lisboa, uma das mais tradicionais de Florianópolis.



Por conta de sua configuração geográfica, Santo Antônio de Lisboa apresentava subdivisões: para além do povoado central, havia também um pequeno povoado ao norte, chamado Sambaqui, e outro ao sul, de nome Cacupé. Os habitantes de Cacupé viviam, basicamente, da agricultura de subsistência e da pesca. Com o passar do tempo, as criações de gado e os engenhos de farinha começaram a surgir.

Até alguns anos atrás, a dinâmica do bairro permaneceu praticamente inalterada. Contudo, mudanças significativas passaram a acontecer no norte da Ilha de Santa Catarina; com a construção da rodovia SC-401, na década de 1970, a região passou por um intenso processo de modernização e, a partir daí, começou a atrair turistas e investidores de todos os cantos do país e do mundo.

Praia e Bairro do Cacupé
Praias da Praia de Cacupé

Em um primeiro momento, essa expansão não atingiu tão intensamente o Cacupé. Somente na década de 1990, quando os investidores finalmente voltaram seus olhos para o bairro, é que ele passou por mudanças significativas. A partir de então, surgiram vários condomínios residenciais voltados à parcela da população com mais poder aquisitivo, que hoje convivem com os moradores mais tradicionais.

Conheça mais Bairros da Região Norte.

Informações nessa seção:


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE