Melhores Praias para Surf em Florianópolis | Esportes em Floripa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Melhores Praias para Surf em Florianópolis

Surf em Florianópolis
Surf em Florianópolis

No norte da Ilha

No norte da Ilha existem três praias indicadas para a prática de surf: BravaInglesesSantinho. A Brava possui fundo total de areia (beach break), quebrando ondas com boa formação de 1 a 8 pés, ou seja, de meio metro a dois metros e meio, com boa formação para ambos os lados (direito e esquerdo). As ondulações são de leste e sul e proporcionam boas condições. Os ventos terral, que são os ventos que proporcionam a qualidade na onda, vão de noroeste a sudoeste. Já os Ingleses, é uma praia com características do tipo baía, o que prejudica muito a entrada de ondas na praia. Portanto, só o canto norte da praia, junto ao costão, à esquerda, oferece boa condição para a prática do surf, assim mesmo, bem limitada. As ondas lá, variam de 1 a 6 pés, ou seja, é um beach break. O swell (tempestade em alto mar - ondulação) é de leste; oterral é de sul, sudoeste e oeste.

Praia do Santinho - Bairro de Ingleses
Praia do Santinho

Quanto à praia do Santinho, é considerada pelos surfistas a melhor praia do norte da Ilha de Santa Catarina. Com ondas que variam de 1 a 8 pés nos dias grandes, recebe ondulação dos dois quadrantes, de sul e de leste. A formação das ondas são muito boas prá esquerda e direita; a qualidade também é quase idêntica, com ventos terrais na praia de norte a sudoeste.



No leste da Ilha

No leste da Ilha temos a praia do Moçambique. Com 12,5 km de extensão totalmente surfáveis, recebe também ondulação dos dois principais quadrantes: leste e sul, quebrando ondas que variam de 1 a 10 pés - 3 metros, nos dias maiores. É uma praia com fundo bom e que segura grandes ondulações. Os terrais também vão de norte a sudoeste. É considerada o refúgio dos surfistas que fogem do crowd.

Surf na Barra da Lagoa
Surf na Praia do Moçambique

A praia da Galheta, também ao leste, é ideal para quem gosta de pegar bons tubos. Com características de ondas muito perfeitas e tubulares, variam de 1 a 10 pés. Os ventos terrais também vão do quadrante norte a sudoeste e as ondulações, o swell, entra dos dois quadrantes, sul e leste. Vizinha da Galheta é a a praia Mole, um dos principais points da Ilha. Talvez seja a única praia que os surfistas não correm o risco de encontrar o mar flat, ou seja, sem onda. Com ondas que quebram de 1 a 10 pés também, proporciona condições excepcionais em seu canto direito, chegando a 12 pés em dia de mar grande, ondulações de sul forte no inverno. As ondas quebram dos dois lados, direito e esquerdo, com boa formação em ambos, e os ventos terrais são de norte a sudoeste. O swell entra de sul e de leste facilmente. Enfim, é uma praia que tem bastante qualidade, com ondas quebrando dos dois lados, com fundo bom e boa consistência. Já a praia da Joaquina, palco de grandes eventos internacionais, possui ondas perfeitas principalmente em dia de ondulação leste e vento nordeste. O lado esquerdo da praia, atrás da pedra da Careca, junto ao costão, é considerado o Maracanã do surf. O banco de areia segura a ondulação, fazendo com que as ondas quebrem com boa formação, atingindo de 1 a 10 pés facilmente. O meio da praia também proporciona ondas muito boas, de muita qualidade.



No sul da Ilha

No sul da Ilha há 5 praias para praticar um bom surf: Morro das PedrasMatadeiroLagoinha do LesteNaufragados. A única ondulação que faz o Campeche superar qualquer praia provém do quadrante sul. É uma onda que quebra em frente à Ilha e não tem comparação com nenhuma outra da cidade. Essa característica costuma aparecer no inverno porque, quando esfria muito, é mais fácil ter ondulações do quadrante sul, e a única ondulaçao que dá onda no Campeche é vinda do quadrante sul. O terral pode ser de oeste a sudoeste ou calmaria, que é sem vento. É uma condição difícil de dar na Ilha e quando dá, você encontra centenas de surfistas na água, pois é uma onda muito disputada quando quebra. O meio da praia também proporciona ondas do quadrante leste, embora não possuam muita qualidade.

Surf na Praia do Morro das Pedras
Surf na Praia do Morro das Pedras

A praia do Morro das Pedras é outra excelente opção, mas pouco consistente. É necessário ter ondulação de sul prá quebrar perfeita atrás das pedras. Quando o fundo está bom atrás das pedras e a ondulação é de sul é muito fácil pegar "altas ondas" naquela praia, uma onda pesada que varia de 2 a 8 pés nos melhores dias. A ondulação boa é de sul com vento do quadrante sudoeste e oeste. O mar é forte, com muito correnteza e não é indicado para iniciantes. Quanto à praia do Matadeiro, é ideal para quem procura ondas curtas, com boa formação e muita qualidade. Além disso, o Matadeiro também proporciona bons tubos, tanto no meio quanto em frente às pedras. A condição normal vai de 2 a 6 pés, com ondulação de leste e vento terral do quadrante sul. Já a Lagoinha do Leste, uma verdadeira surf trip, pois só dá para ir a pé ou de barco, recebe ondulações fortes do quadrante sul e do quadrante leste, quebrando de 2 a 10 pés também. Os ventos terrais, dependendo do lado da praia podem ser de norte a sudoeste. É um lugar para dar um relax, fazer um surf diferente, regado à muita aventura e tranquilidade.

A praia do Farol de Naufragados é outra, assim como a Lagoinha do Leste, ideal para quem prefere curtir a natureza em toda a sua imensidão. Localizada no extremo sul da Ilha, é uma praia com ondas e correntes muito fortes. Ondas fortes que entram do quadrante sul e o vento terral é nordeste. Quando o mar estiver no quadrante sul, com o vento soprando, nordeste, a praia do Farol dos Naufragados é uma ótima opção. As ondas também quebram por lá de 2 a 8 pés, e a melhor estação para esse local é inverno e outono.

Quanto ao vento e à ondulação

Florianópolis é um dos poucos lugares que tem vento de todos os quadrantes. De acordo com os mais entendidos no assunto, os ventos sul e oeste são ventos das estações frias, outono e inverno, e os ventos dos quadrantes norte, nordeste e leste são os ventos das estações quentes, primavera e verão. O surf não depende do vento, mas da ondulação, do swell. A melhor ondulação para a Ilha é de leste, que traz as ondas com melhor qualidade, em estações como primavera e verão.

Fonte: A Origem do Surf em Florianópolis - Monografia do Educador Físico Carlos Augusto Bernardo (Ufsc).

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE