PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Teatro da Ubro

O Teatro da Ubro - União Beneficente Recreativa Operária - teve seu auge entre 1920 e 1950, quando diversos espetáculos inspirados no modernismo serviam como alternativa cultural destinada à classe operária local. A iniciativa da criação do Teatro da Ubro foi de Ildefonso Juvenal e Anfilóquio de Carvalho Gonçalves. Mas também fizeram parte do grupo expoentes da cultura como Antonieta de Barros, Maura de Senna Pereira, Trajano Margarida e Juvenal Melquíades. Em sua época aurea o Teatro da Ubro foi um palco importante para as diversas manifestações culturais na Ilha, pois tinhas entre seus membros, mulheres e intelectuais negros numa época ainda de acentuado preconceito racial. Em suas dependências, foi fundado em 4 de janeiro de 1925 o Centro Catarinense de Letras. A partir de 1951, com a morte de Deodósio Ortiga, o grupo teatral que mantinha a casa funcionando desmantelou-se. Abandonado desde então, o prédio ruiu em 1993, restando apenas sua fachada, que foi restaurada e incorporada a um novo edifício. O novo Teatro da Ubro trouxe para a cidade uma alternativa de casa de espetáculos, retomando usos que esse espaço já tivera na primeira metade do século XX. Endereço: Escadaria da Rua Pedro Soares, 15


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE