Desacato.info – A Outra Informação | Guia Floripa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Desacato.info – A Outra Informação

O Portal Desacato foi fundado em 25 de agosto de 2007 com o formato de revista virtual. Na defesa da Soberania Comunicacional Popular, Desacato.info foi se identificando com leitoras/es e formadoras/es de opinião à procura da Outra Informação, que não costuma ser publicada na mídia monopólica. Nosso lema: informar para educar, educar para formar e formar para transformar.

Jornalistas, fotógrafas/os, comunicadoras/es sociais, agentes culturais, artistas e técnicos em sistemas de comunicação produzem jornalismo de classe na rede 24hs, os sete dias da semana, com produções e realizações próprias e exclusivas todos os dias. Como afirma um dos fundadores de Desacato, o jornalista Raul Fitipaldi, “todos os dias inventamos formas de ultrapassar os limites impostos pelas fronteiras dos invasores, essas que nos colocaram em quarentena histórica, isolados e em disputa. Todos os dias estamos construindo a Rede de Jornalismo Solidário.”

Em 2022, o Portal completa 15 anos de existência sendo reconhecido pela Agência Pública em seu Mapa da Mídia Independente, que listou iniciativas no Brasil que “nasceram na rede, fruto de projetos coletivos e não ligados a grandes grupos de mídia, políticos, organizações ou empresas”.

Já o livro “Arranjos jornalísticos alternativos e independentes no Brasil: organização sustentação e rotinas produtivas”, organizado por Roseli Figaro e Cláudia Nonato, do Centro de Pesquisa em Comunicação e Trabalho (ECA-USP), afirma: “o mais antigo dos arranjos jornalísticos alternativos às grandes corporações de mídia de Santa Catarina é o Desacato”. O capítulo “A serviço da comunidade, da causa ou do capital: os arranjos jornalísticos alternativos em Santa Catarina” foi escrito por Andressa Kikuti, Jacques Mick, Dairan Mathias Paul, Suelyn Cristina Carneiro Luz, Alessandra Natasha Costa Ramos, Jefferson Sousa.

Organizados em autogestão

A Cooperativa Comunicacional Sul (CCS) foi fundada de maneira informal no dia 9 de dezembro de 2011 e foi legalizada em 3 de março de 2017. Fruto da evolução do Portal Desacato, a CCS tem como objetivo principal dar visibilidade àqueles que não encontram espaço e nem apoio na grande mídia e criar fontes de emprego para jornalistas e técnicos da comunicação. Atualmente somos 16 cooperados e cooperadas.

Nossa ferramenta diária de resistência comunicacional

Em 8 de março de 2021, o Portal Desacato deu mais um passo na sua jornada em defesa da Soberania Comunicacional Popular: lançou o JTT – A Manhã com Dignidade. O JTT é uma produção multimídia, que combina práticas de rádio, TV e Internet exibida através do Canal Youtube do Portal Desacato e simultaneamente em Facebook; com narração em Twitter e resumos no Instagram. Em sua segunda temporada, em 2022, de segunda à sexta, das 10h às 12h, o JTT aprimora sua linha editorial direcionada ao campo popular, com notícias, entrevistas, reportagens, cultura, colunistas especializadas/os, vídeos especiais, destaques da conjuntura nacional, internacional, conteúdos do Portal, a Enquete da Semana e interação com leitoras e leitores.

A edição de sexta-feira é especialmente dedicada à cultura, das 10h às 11h, apresentada por Marco Vasques. Na sequência, às 11h, inicia a “Agenda dos Trabalhadores” apresentada por Rosangela Bion de Assis e José Álvaro Cardoso. Esse jornalismo que acolhe e protege é produzido por cooperadas e cooperados e mais de 20 colunistas e colaboradores nacionais e internacionais.

Em 25 de abril de 2022, o Jornal dos Trabalhadores e Trabalhadoras, o JTT, chegou à edição 250. Foram mais de 1.200 entrevistas, 750 peças de divulgação, mais de 200 mil visualizações. Atrás desses números estão jornalistas, comunicadores sociais, colunistas especializados e A Outra Informação, que garante o espaço diverso, inclusivo, que recebe e conversa com os excluídos da mídia tradicional. Sem medo de se posicionar, sem falsa imparcialidade, porque o JTT veio para acompanhar a trajetória de 15 Anos do Portal Desacato, e para estar, como ele, Sempre Presente.

Só o povo pode financiar a liberdade

Desacato e seu jornalismo verdadeiramente independente é custeado e protegido por seus Leitores e Leitoras, por entidades sindicais e pelos movimentos sociais.

Apoios individuais e institucionais remuneram cooperadas e cooperados, pagam impostos, cobrem a manutenção do streaming, do estúdio/sede, de equipamentos e demais gastos administrativos.

Nos últimos dois anos, pela situação sanitária, não foi possível realizar nosso CaféAnticolonial que reúne cooperados(as), colunistas, colaboradores e leitores(as) do Portal. Além de congregar, o CaféAnticolonial também era fonte de recursos para manter Desacato. Para superar minimamente as perdas financeiras provocadas pela pandemia, em 2021, foi lançada a campanha de doações através do Pix: desacato.contribua.pix@gmail.com.

Em março de 2022, em busca do financiamento coletivo, foi lançada no Apoia.se uma campanha contínua com metas mensais de arrecadação. Só ampliando a rede de apoiadores financeiros poderemos garantir a qualidade de produção que almejamos para A Outra Informação, criar mais postos de trabalho e condições dignas para enfrentar o discurso único.




PUBLICIDADE


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE