PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Amilton Godoy, Léa Freire e o americano Harvey Wainapel lançam o disco Novos Caminhos

Amilton Godoy e Léa Freire unem-se ao saxofonista e clarinetista norte-americano Harvey Wainapel no San-São Trio para lançar o disco Novos Caminhos. Para quem aprecia a música instrumental é um encontro instigante: juntar a bagagem do pianista ex-Zimbo Trio, a versatilidade da flautista com a vertente jazzística do músico norte americano.

O repertório do novo álbum registra onze composições de Amilton e Léa, inéditas ou regravações em arranjos originais de Freire e Godoy executados pelo trio. Músicas que cobrem um espectro variado de gêneros brasileiros tradicionais e modernos, há choros, sambas e muitos mais.

O disco foi gravado no Brasil e na Califórnia, respectivamente na Gargolândia e no Whip Records (Berkeley), com lançamento pela Maritaca Discos no formato digital e CD.

Novos Caminhos combina música brasileira e jazz de forma camerística. Os três instrumentistas produziram uma sonoridade com diferentes sotaques das músicas brasileira e americana, acrescentada pelas descobertas espontâneas da improvisação do jazz.

"A vida vai ensinando a gente a se aproximar de pessoas que compartilham nossas paixões, ideias e gostos, e que acrescentem conteúdo e significado numa troca produtiva que alimente a todos. Fico muito feliz de ser o elo entre o Harvey e o Amilton, e que essa parceria já esteja rendendo seu primeiro CD", compartilha Léa Freire.

O nome San-São Trio faz alusão às cidades de 'San Francisco' (EUA), onde vive Harvey e São Paulo, onde moram Léa e Amilton. O envolvimento de Léa e Amilton com Wainapel começou há alguns anos e em 2017 se consolidou quando circularam pelos EUA em companhia do músico, apresentando o disco A Mil Tons. Em agosto deste ano, também apresentaram Novos Caminhos nos EUA, aquecendo o lançamento para o mercado brasileiro.

Harvey Wainapel soma ao duo trazendo diferentes texturas e possibilidades para as composições e, principalmente, compartilhando sua grande paixão pela música brasileira. "Ser convidado para unir forças com esses dois músicos e compositores brilhantes é uma grande honra, certamente um ponto alto na minha vida musical. A paixão e dedicação deles são tão inspiradoras; a pura alegria que eles mostram em fazer música é contagiante", conta ele.

Uma das faixas inéditas do disco é justamente dedicada à Wainapel, composição de Léa; seu nome causa estranhamento imediato, mas há explicação. O "Samba do Árvore" lembra o apelido "Árvore" que o músico americano ganhou de Hermeto Pascoal, quando este percebeu a dificuldade de alguns brasileiros em pronunciar corretamente seu nome.

Harvey que já tocou com gênios do jazz como Ray Charles, Dave Brubeck, Johnny Coles e Joe Lovano, e mantém um intenso interesse pela sonoridade do Brasil. A paixão o levou a tocar ou gravar com Airto Moreira, Dori Caymmi, Guinga, Filó Machado, Jovino Santos Neto, Laércio de Freitas, Nelson Ayres, Paulo Bellinati, entre outros.

Confira este encontro imperdível entre os dois grandes músicos brasileiros com este jazzista americano apaixonado por nossa cultura.

Segue video transmissão no show de lançamento em SP:  https://www.youtube.com/watch?v=XXknWHjA1uU

Inicio: 14/11/2019 21:00

Fim: 14/11/2019 23:30

Ingressos: R$ 50


  • Delfino 146
  • Loft Juarez Machado - Rua Luís Delfino, 146
  • Florianópolis

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE