La Xøkata: Cerimônia de causamento da xØke - Casa de Noca | Guia Floripa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

La Xøkata: Cerimônia de causamento da xØke – Casa de Noca

! - Esse evento/agenda já aconteceu - !

La Xøkata é a festa oficial da terceira edição da xØke: Mostra independente de arte de guerra, que ocorre de 6 a 10 de dezembro nas ruas de Floripa. Intervenções artísticas, shows musicais, performáticos e DJs. La Xøkata é o espaço de intercâmbio e trocas durante a mostra que, nesta edição, traz uma programação com 45 ações, todas gratuitas. Organizada de modo independente, a XØKE traz artistas de vários estados. A festa La Xøkata é, portanto, uma forma de apoio e incentivo à produção cultural independente da cidade.

Videoperformance: o fazer da barba. Registro autoerótico do barbear transmasculino. Experimentação do corpo trans, reinvenção da relação com os pêlos, relação autoerótica, masturbação, excitação pelo deslocamento de artefatos da masculinidade, póspornografia. Performer, filmagem e edição por Lui Castanho.

Intervenção artística musical: A • DI • A = (um) Presente. Com Franco e Vitori Elena. A • DI • A: uma experiência política e ancestral por meio do rap. A partir de seus lugares de fala, Vitori e Franco, mulheres negras e lésbicas no sul do Brasil, resistem com arte e seus corpos.

Intervenção artística: O Homem Trans Tornado. Nicolas Moritz. O que faz de alguém um homem? O que faz de alguém uma mulher? Quantas batalhas uma pessoa enfrenta para poder se tornar algo que sempre foi?

Intervenção artística: SOB Medida. Direção de Gaia Colzani, com Bruna Puntel e Uila Roldan. SOB Medida tem como objetivo fazer com que o público reflita sobre todos os arquétipos impostos socialmente a partir de uma mídia que vende e gera padrão em cima dos corpos gordos, colocando essa figura a margem. Os corpos gordos ocupam, ressignificam, dançam, tocam e remexem os pensamentos daqueles que os assistem, junto com as banhas que batem daqui para lá de forma sutil gerando impacto.

Show: Patagonia Emergente com PAZ e DJ Yoko_Mizú. PAZ é raper, DJ e ativista trans não-binário, de origem patagônica mapuche. Inovando no estilo trap e impulsionando o gênero "rap marika", Patagonia Emergente é o primeiro álbum de PAZ. O disco de estreia mistura sons orgânicos com ritmos suburbanos como cumbia, baile funk, reggaetón, trap e rimas com forte conteúdo político.

Discotecagem: DJs Alê Peixoto (RJ), Starlonne Souza (PA) e Le Bafão (SP).

Inicio: 08/12/2017 00:00

Fim: 08/12/2017 01:30

Valores: Das 22h às 23h: contribuição mínima de R$ 5 . A partir das 23h: contribuição mínima de R$ 10. Evento colaborativo, contribua com o que pode.


PUBLICIDADE
    Gostou? Compartilhe!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE